CARINHO

||

Bom dia!

Hoje quero compartilhar com vocês uma bela demostração de carinho que recebi de uma jovem ludovicence. Como devem lembrar, a poucos dias estive em São Luís, lançando o Amor, Maybe na 5ª Feira do Livro e, alguns dias depois, recebi esse e-mail carinhoso da Rayane. Pedi e ela me autorizou a divulgá-lo aqui. Vejam quanto carinho: 


Ola Boa Tarde Francine!

Bem para começar vou lhe relembrando quem sou eu,bem vc lembra que vc veio a sao luis para lançar seu livro " AMOR MAYBE" e teve uma garota que comprou seu ultimo livro? Entao essa garota sou eu me chamo Rayane Keyle,e estou aqui para responder sobre o seu livro.
Na verdade Francine nao tenho nem palavras para expressar o quanto gostei de ler seu livro,adorei todos os personagens, a maneira como vc escreveu a historia fez eu me sentir como se eu tivesse presenciando toda a historia,chorei,sorri.Uma historia maravilhosa do começo ao fim,aprendir muita coisa em seu livro,aprendir a nao desistir do amor,aprendir que devemos sempre lutar por aquilo que amamos,aprendir a saber quando devemos partir mais sem antes lutar de todas as formas,aprendir o significado da "SAUDADE".Nao tinha muito tempo de ler o livro mais eu fiz meu tempo sempre quando eu ia para o trabalho eu lia um pouco,as vezes nao hora que eu entrava no onibus nao achava uma cadeira vaga,mais mesmo eu em pé eu me segurava com um braço e segurava o livro com o outro e assim eu lia e sentia como se eu estivesse em um lugar calmo lendo ele,me concentrava e nada tirava minha atençao,bem e assim terminei de ler.Na verdade confesso  a vc que quase nao conseguir começar a ler ele pq a medida que eu ia lendo eu começava a chorar.Pois as vezes eu me parecia um pouco com Josephine,estava vivendo quase os mesmo problemas que ela,as mesmas dores,nossa a medida que eu ia lendo eu vendo que pareçia que o livro foi feito para mim,uma historia diferente mais com o mesmo significado o "Amor".
Fico muito grata a vc,por ter vindo lançar seu livro aqui em Sao Luis, e mais do que nunca eu acredito no destino pq eu nunca tinha ido nessa feira do livro,e nao ia,mais nesse dia como eu tinha que resolver um assunto perto de la,e tbm fui encontrar com meus irmaos para a gente comprar uns livros,passei a manha toda e nao encontrei um livro que me chamasse atençao para o que eu estava passando,entao derrepente eu e minha amiga fomos parada por um senhor convidando a gente para assistir o lançamento do livro de varios escritores  de fora.E logo no começo eu gostei de vc,e sabia que era a pessoa que estaria com o que eu estava precisando entao quando vc falou o nome de seu livro e eu reçebir um cartaozinho verde com essas perguntas " Ate onde pode ir um grande amor? A fé ajuda a curar sentimentos? Quem pode separar duas pessoas que se amam? " Entao essas eram as mesmas perguntas que eu estava me perguntando e querendo as respostas e no seu livro pude encontrar essas respostas,que ninguem pode separar duas pessoas que se amam ha nao ser Deus que tem poder sobre nós,abaixo dele ninguem mais.Bem adorei a historia fiquei um pouco triste pelo final dessa historia pois ficou no misterio se eles ficaram juntos,mais tbm ficou a certeza que eles terminaram juntos afinal o que sera,será! 
Bem estais de parabens por esse belissimo livro,foi perfeita em todos os áspequitos,fazendo o leitor se sentir na propria historia,sentindo todas as emoçoes,e fiquei com o gostinho de quero mais.Desejo a vc muito sucesso,continue sendo essa pessoa inteligente que és,e peço a vc que continue escrevendo mais livros,mais historias e estarei aqui pronta para ler todas.Assim que ler esse email peço que por favor responda para mim...

Fique com Deus!

SUCESSO QUERIDA! 

Desde ja um feliz natal repleto de felicidades e saúde e um FELIZ ANO NOVOOO!  Smiley piscando

OBG!

ATT: Rayane Keyle


12.12.2011

Gostaria de agradecer mais uma vez a Rayane por sua gentileza em me mandar esse e-mail. Isso faz toda a diferença na vida de uma escritora, pode ter certeza!

Carinho é sempre bom e deve ser demonstrado, não guarde só pra você!

Beijos,

Francine.

5ª Feira do Livro de São Luís

||
No dia 03/12/11 estive lançando meu livro Amor, Maybe na 5ª Feira do Livro de São Luís - Maranhão a convite da Fundação Municipal de Cultura (FUNC).



Praça Maria Aragão
O evento foi realizado na Praça Maria Aragão e contou com uma grande estrutura e com a boa participação dos cidadãos ludovicences.


Escritores com José Chagas, patrono da 5ª Feira do Livro de São Luís
O agente literário Andrey do Amaral e seus autores

Escritores de todo o Brasil prestigiaram a Feira realizando lançamentos de livros, mesas redondas, palestras e oficinas. Houve também grande diversidade de atividades culturais como circo, dança, teatro, cinema, capoeira e artesanato. Espaços em braile e libras demonstraram a valorização o respeito as diferenças.
             
 
Alberto Bezerra de Melo, autor de A Colheita dos Anjos

Custódia Wolney, autora de Kalunga
Kátia Xavier de Azevedo, autora de Aletramento Materno











O romance Amor, Maybe foi um dos destaques da Feira, principalmente entre o público jovem.





Agradecimentos ao blog Caçadora de Livros e a comissão organizadora, especialmente Fabiana Almeida (Jornalista e Produtora Cultural da FUNC), José Maria Paixão (coordenador geral da Feira), Graça Moura (coordenadora do programa Cidadania para Todos), prefeito João Castelo e primeira dama Gardênia Gonçalves.  

Prefeito João Castelo, prestigiando a 5ª Feira do Livro de São Luís

LANÇAMENTO AMOR, MAYBE LIVRARIAS CURITIBA

||
OLÁ QUERIDOS AMIGOS, GOSTARIA DE AGRADECER A TODOS PELA PRESENÇA NO LANÇAMENTO DO MEU LIVRO NO DIA 07/10/11 NAS LIVRARIAS CURITIBA DO SHOPPING ESTAÇÃO EM CURITIBA. FOI UM SUCESSO!

ALGUMAS FOTOS PRA VOCÊS VEREM COMO FOI:










Essa é uma pequena amostra, porque não dá pra por todas!

Obrigada a todos!

NÃO SE ESQUEÇAM, É NESSA SEXTA!!!

||
Estou imensamente feliz com o lançamento do meu livro Amor, Maybe e gostaria de compartilhar essa felicidade com todos vocês. Convido-os para um descontraído bate papo e noite de autógrafos na Livrarias Curitiba do Shopping Estação no dia 07/10/11 das 19:30 às 21:30.

Espero vocês!

Beijos.

PLAYLIST DO AMOR, MAYBE

||
Olá, meus amigos!

Hoje quero dividir com vocês um segredinho sobre o meu método de criação do "Amor, Maybe".

Tenho mania de buscar inspiração nas músicas e, quando estava escrevendo esse livro não foi diferente. Selecionei algumas que ouvia sempre e elas me ajudaram muito. Quem ouvir, vai reconhecer que tem muito delas no livro. Algumas até viraram nome de capítulo! =D

Vou dividir com vocês, espero que gostem!

CAPÍTULOS E MÚSICAS (pelos intérpretes, não necessariamente pelos compositores):

1. O SONHO:

DREAMING WITH TEARS IN MY EYES – BONO VOX 

ON THE RUN - NATALIE IMBRUGLIA http://www.youtube.com/watch?v=QRUnQDiDFEw

2. RESPIRE:

3. A FESTA:

I’LL FLY WITH YOU – GIGI D'AGOSTINO http://www.youtube.com/watch?v=tXdeeOIhTnk

NOTHING'S GONNA CHANGE MY LOVE FOR YOU - RICHARD LUGO
http://www.youtube.com/watch?v=HKaz0GPOmIQ

4. NINGUÉM PRECISA SABER:

NO ONE NEEDS TO KNOW – SHANIA TWAIN http://www.youtube.com/watch?v=681Y-UQ0LWI

5. EU TE AMO:
I KNEW I LOVED YOU – SAVAGE GARDEN

6. MUDANÇAS:

CHANGES – OZZY OSBOURNE http://www.youtube.com/watch?v=v0t-xvbfX1c

VAMOS VIVER -  HERBERT VIANNA E SANDRA DE SÁ

7. CHRISTIAN E SATINE:

ELEPHANT LOVE MEDLEY – TRILHA DO FILME MOULIN ROUGE

8. O DIA MAIS DIFÍCIL:

KITE – U2 http://www.youtube.com/watch?v=g0wXbEfQe5w

THE HARDEST DAY – THE CORRS E ALEJANDRO SANZ

9. TUDO DE UMA VEZ:

ALL AT ONCE – WHITNEY HOUSTON http://www.youtube.com/watch?v=dim1EDPhooM

10. ANIVERSÁRIOS:

THE LOVER AFTER ME – SAVAGE GARDEN http://www.youtube.com/watch?v=uDqcHrmpOhs

NO GOOD FOR ME – THE CORRS  http://www.youtube.com/watch?v=CHzI7L0B4ns

WHITE FLAG - DIDO http://www.youtube.com/watch?v=j-fWDrZSiZs&ob=av2e

11. AONDE QUER QUE EU VÁ:

ONLY TIME - ENYA http://www.youtube.com/watch?v=7wfYIMyS_dI&ob=av2n

AONDE QUER QUE EU VÁ – PARALAMAS DO SUCESSO

DESENGANOS - LUIZA POSSI http://www.youtube.com/watch?v=TW-HcRfyK3Q 

12. PERDAS NECESSÁRIAS:

PERDAS NECESSÁRIAS – FÁBIO DE MELO http://www.youtube.com/watch?v=DDXwu8-2Ye4

13. QUEM SABERIA?:

IF I COULD BE WHERE YOU ARE – ENYA http://www.youtube.com/watch?v=GBGaloOxNkU

14. UM LONGO DEZEMBRO:

KEEP HOLDING ON – AVRIL LAVIGNE http://www.youtube.com/watch?v=f8Kpz6pDsnk

A LONG DECEMBER – COUNTING CROWS

15. O QUE SERÁ, SERÁ

SOMEONE SAID GOODBYE - ENYA http://www.youtube.com/watch?v=CFEqdRZqaP8

I'M NOT SLEEPING – COUNTING CROWS http://www.youtube.com/watch?v=mWKezTEzSUc

TIMES LIKE THESE - JACK JOHNSON http://www.youtube.com/watch?v=FO7QGjH9Nj8

QUE SERA, SERA - DORIS DAY http://www.youtube.com/watch?v=xZbKHDPPrrc

Como vocês puderam ver, não sou quase nada eclética... OZZY, ENYA, RICK MARTIN, DORIS DAY, GIGI D'AGOSTINO, AVRIL LAVIGNE... rsrsrs

Para o mau ou para o bem comentem amigos!!!

Beijos,

Fran.
||

Queridos amigos!

Foram tantos meses de espera, tanta ansiedade, mas, enfim chegou a hora!
O AMOR, MAYBE JÁ ESTÁ À VENDA NO SITE DA ÍCONE EDITORA:


Corram até lá, comprem o seu e leiam uma deliciosa história de amor como vocês nunca viram!

Em breve também nas melhores livrarias.

Mil beijos!!!!!!!!!



Amor, Maybe: em Agosto nas melhores livrarias!

||

Oi queridos!!!

Finalmente temos uma previsão para o lançamento do Amor, Maybe e é pro mês que vem, não é maravilhoso? Pra aguçar a curiosidade de vocês vou liberar a capa pronta com os textos da contra capa e das orelhas! Ficou linda demais!

Vou esperar muitos comentários hein??? Colaborem!!! =D



Contra Capa:
Até onde pode ir um grande amor? A fé ajuda a recuperar sentimentos? Quem pode separar duas pessoas que se amam?  Descubra em Amor, Maybe um linda história romântica como você nunca viu!

Em uma festa à fantasia, Josephine e Matthew se conhecem e se apaixonam. Inexperientes, Josie e Matt sabem que se amam, mas, para viver esse grande amor, terão que vencer muitas barreiras. O que será que os impede de ficar juntos?

Esta é a história de um amor inacabado, cheio de lágrimas, romance, brigas e sentimentos, mas, acima de tudo, cheio de esperança. Fala sobre o tempo e como a vida pode pregar peças em nós.

Neste romance, você conhecerá a força de um amor verdadeiro que através dos anos buscará sua chance de ser eterno. Será esse amor forte o suficiente para resistir ao tempo, à distância e a solidão?
- Maybe.


Orelhas:

A história começa no ano de 2006 quando Josephine retorna à cidade de Los Angeles e começa a ter sonhos misteriosos. A cada dia eles aumentam de intensidade e revelam mais informações até que, passeando de carro no dia de seu aniversário, Josie reconhece o Hospital São Rafael como o local visto em seus sonhos e descobre que seu amado Matthew, ausente de sua vida há anos, está em coma.

A partir desse dia, Josie passa a dedicar suas tardes a Matt e começa a descobrir fatos que ignorava sobre os motivos de ele tê-la abandonado no passado.

Tendo reencontrado seu amado, Josie reencontra também a inspiração para voltar a escrever o livro que havia começado quando os dois se conheceram e, em suas visitas a ele no hospital, passa a lhe contar a história de suas próprias vidas.

Amor, Maybe une assim o passado e o presente dos personagens, intercalados na narrativa através das leituras de Josephine.


Francine Cruz nasceu em Curitiba, em 1984. Formada em Educação Física e Pós Graduada em Atividade Física e Saúde (UFPR), acadêmica do curso de Letras Português/Inglês (UTFPR) atualmente se divide entre suas duas paixões: dar aulas de educação física e escrever. Amor, Maybe marca sua estréia com sucesso no mundo das histórias românticas.

Amor, Maybe quase pronto!

||
Oi pessoal!


Poucos dias atrás postei o esboço da capa do meu romance: Amor, Maybe feita simplesmente pelo melhor ilustrador do Brasil, Rafael Mangini. Agora estou postando a capa quase pronta, espero que gostem e fiquem com vontade de ler o livro, ele deve estar nas livrarias em agosto!

Beijos imensos!!!!!!!!!!!

Amor, Maybe: esboço da capa!

||
Meus queridos! Tenho a alegria de compartilhar com vocês o esboço da capa do meu livro Amor, Maybe. Confiram o que meu agente disse sobre isso:


Eis o rough (esboço) do ilustrador Rafael Mangini para a capa de Amor, Maybe. O livro será lançado, em breve, pela Ícone Editora. Amor, Maybe é o primeiro romance da autora. O ilustrador, que também é representado pelo agente literário Andrey do Amaral, foi um dos desenhistas do filme Aladdin (Walt Disney Pictures). A arte abaixo ainda receberá um tom soturno no cais de Los Angeles (USA), onde se passa parte da história. Dentro de alguns dias, liberaremos a capa definitiva. Para quem gosta de uma boa história românctica, aguarde o livro.

fonte: http://andreydoamaral.blogspot.com/

Abraços de uma escritora feliz! =D

QUER PUBLICAR SEU LIVRO? DICAS DO QUE FAZER E DO QUE EVITAR

||
Oi Pessoal!

Acho que todo mundo que se interessou pelo título desse post tem o mesmo sonho, publicar seu livro, não é? Isso é meio óbvio, mas se você chegou aqui procurando informação, veio ao lugar certo.
Assim como você eu também sou uma simples mortal em busca de um lugar ao sol na cena literária brasileira.

Bem, vou contar à vocês minha experiência própria e cada um pode extrair dela aquilo que for útil para si.

A primeira coisa que eu fiz quando pensei em fazer um livro, claro, foi colocar mãos à obra e começar a escrever. Na verdade, eu não queria ser uma "escritora profissional" queria escrever pra mim, porque EU precisava daquilo, sentia necessidade de me expressar e contar uma história. Só quando terminei de escrever pensei que seria legal compartilhar minha história com outras pessoas que talvez se identificassem com ela.

Meu método de escrita é bem intuitivo, pode vir de alguma cena que vejo na minha vida real, na vida de amigos, na TV, ou, na maioria das vezes, de algum sonho que tive. Sempre que tenho uma ideia eu anoto, mesmo que demore para utilizá-la, ela fica ali na minha gavetinha até surgir uma oportunidade onde ela se encaixe.

Com meu primeiro livro de romance foi assim: usei uma experiência real da minha adolescência e criei toda uma alegoria para transformá-la numa história interessante para o resto do mundo (afinal, quem se importaria com a história real de uma tal de Francine Cruz?). Além do mais, ele não é um livro de autobiografia e sim de ficção.


A partir dessa idéia inicial, comecei a imaginar os personagens, o local onde a história se passaria,
quem seriam os mocinhos e vilões, qual seria o tema central, etc. Elaborei um esqueleto da história com a forma que eu gostaria que ela começasse, tivesse andamento e terminasse. Sim, eu já sabia o final da minha história antes de começar a escrevê-la!

Sei que alguns autores começam a escrever sem saber onde a história os levará, mas eu não sou assim. Para conseguir escrever o começo e o meio preciso saber onde quero chegar ao fim. Claro, durante o processo algumas idéias mudam, os personagens começam a ter vida própria e nos guiam para lugares onde não esperávamos que os colocaríamos, mas isso só é possível porque no início eu já tinha um rumo.

Depois de fazer o esqueleto tudo fica mais fácil. O caminho está traçado, só é preciso criar os meios de se chegar até seu final.

Minha idéia inicial ficou mais ou menos um ano engavetada até eu começar a trabalhar nela, mas, quando comecei pra valer acredito que demorei cerca de 6 meses para escrever o livro todo. Depois, cada vez que eu o relia tinha vontade de mudar alguma coisa, apagar outras ou acrescentar mais. Sempre achava que ainda não estava bom e resolvi mandá-lo para uma revisora de português. Gastei uns bons trocados e ela me devolveu o livro todo corrigido. O que eu fiz depois? Li novamente e mudei mais um monte de coisas! Ou seja, desperdicei meu dinheiro por ser tão afoita!

Ainda afoita, peguei os endereços de algumas editoras, gastei mais dinheiro ainda com xerox, encadernação e correio e enviei meu "original". Cerca de um ano depois comecei a receber cartinhas com coisas do tipo: "Seu original não se encaixa em nossa linha editorial", "Nosso cronograma de publicações já está fechado pelos próximos anos", etc, etc, etc. Isso quando recebia resposta, porque algumas editoras nem sequer mandaram a fatídica cartinha.

Enfim, desperdicei meu tempo, meu dinheiro e minhas esperanças. Engavetei de novo meu livro.

Mas eu não sou de desistir facilmente, insisto até o fim. Voltei a ele e li, reli, dei pra algumas pessoas lerem e darem suas opiniões e continuei mexendo aqui e ali. Meu livro era tão bonitinho e tinha potencial, eu sabia! Mas porque nenhuma editora se interessava?

Bem, acredito que meu erro foi primeiro: ser muito afobada, segundo: querer fazer tudo sozinha sem ter experiência pra isso e terceiro: ter procurado somente as grandes editoras, aquelas que com certeza tem pilhas e pilhas de originais na fila para serem lidos e que precisam dar muito lucro com tiragens de 50.000 exemplares!

Ainda bem que surgiu uma luz no meu caminho: o site do escritor best seller Nicholas Sparks! http://www.nicholassparks.com/  Sim, por incrível que pareça foi lá que eu encontrei dicas preciosas como por exemplo: procurar um agente literário!

Essa foi sem dúvida a melhor dica. Corri atrás de agentes, mandei emails e tal, mas aí surgiu outro problema: no Brasil ainda existem poucos agentes literários e a maioria só trabalha com autores já consagrados! Mas eu queria justamente um agente que me lançasse no mercado pois se eu já fosse consagrada não precisaria de ajuda pra encontrar uma editora!

Aí, por acaso encontrei o Andrey do Amaral http://andreydoamaral.blogspot.com/ que foi a pessoa mais sincera do mundo comigo e me esclareceu muitas coisas sobre o mercado editorial. Meu primeiro contato com ele foi através de seu livro: Mercado Editorial: Guia para Autores. Comprei o livro direto dele e, depois que li, voltei a entrar em contato com ele.

Como eu já disse, ele foi super sincero comigo, não prometeu mundos e fundos e nem sequer prometeu que me agenciaria! O trato que fizemos foi o seguinte: eu o contrataria como revisor e leitor crítico do meu livro e, se ele achasse interessante, poderíamos conversar a respeito de um futuro agenciamento.

Me deu aquele medinho e insegurança de escritora amadora, mas resolvi investir. Pelo menos ele tinha sido sincero né?

Enviei meu original por email mesmo (nem precisei gastar com cópia e correio!) e depois de um tempo ele me devolveu com várias sugestões, críticas construtivas e correções. Foi uma revisão muito diferente daquela primeira que eu havia feito. Naquela, a revisora só corrigiu o portugês, na do Andrey, ele apontou os pontos fortes, pontos fracos, trechos que estavam muito bons, trechos que precisariam ser modificados, personagens em quem eu poderia dar mais enfoque, etc. Enfim, uma leitura super crítica e profissional e era isso que eu queria!

Então chegou o momento que eu mais esperava: afinal, ele iria ou não me agenciar?
Ainda bem que ele aceitou! Leu meu livro e quis apostar nele junto comigo. Imaginem minha felicidade!? Puxa, se ele que trabalha com isso e conhece o mercado acha que meu livro tem potencial é porque realmente algum mérito eu tenho né?

Fiz as correções que o Andrey sugeriu e o contratei como meu agente. Novamente, nada de falsas promessas. Ele buscaria as editoras mas, como não é editor, não podia me dar certeza que eu seria publicada. Tudo bem né, vamos tentar pelo menos!

Para surpresa dele (e minha também!) não demorou muito e começaram a surgir oportunidades em diversas editoras. Ele, com sua experiência, foi me orientando em qual seria a melhor para o meu perfil e enfim meu sonho estava se realizando: assinei contrato com uma ótima editora comercial!

Descobri com tudo isso que a pressa é inimiga da perfeição e que uma das coisas que pode prejudicar um autor estreante pode ser ele mesmo e sua afobação.

Mesmo depois de assinado o contrato, o livro não sai imediatamente. É preciso diagramá-lo, fazer a capa e, claro, esperar o melhor momento para lançá-lo! Atualmente meu livro encontra-se quase pronto: com uma diagramação linda, uma capa mais linda ainda e só esperando o momento de ir para a gráfica!

Estou muito feliz, porque sei que em breve estarei com ele em minhas mãos e também nas melhores livrarias! Isso também é importante, pois de nada adianta você publicar um livro se não tiver um local adequado para vendê-los (o que é uma das maiores dificuldades da auto-publicação!)

Por isso, meus colegas, deixo essas dicas pra vocês: escrevam, escrevam, escrevam, corrijam, corrijam, corrijam, NÃO TENHAM PRESSA e não queiram resolver tudo sozinhos: uma ajuda profissional como a de um agente faz toda a diferença!

Se vocês forem ao blog do Andrey, verão que ele agencia muita gente famosa, mas eu também estou lá! Quem sabe um dia eu também não serei uma pessoa famosa??? Hahahaha Nunca se sabe né?  

Boa sorte e muito sucesso a todos vocês!

Ah, e não esqueçam de comprar o Amor, Maybe daqui a alguns dias!!!

Eu aviso vocês quando ele sair, mas guardem esse nome: Amor, Maybe de Francine Cruz!

Qualquer dúvida, estou aqui!

21º Festival de Inverno da UFPR em Antonina - 2011

||

Esse ano terei novamente o prazer de passar uma agradável semana (de 09 à 16 de julho) trabalhando na bela cidade de Antonina, PR. O Festival de inverno atrai muitas pessoas para o litoral paranaense no mês de julho e é uma honra fazer parte de um evento cultural desse porte.

Nesse ano colaborarei com duas oficinas juntamente com minha amiga Mariana. Daremos uma oficina para crianças pela manhã e para idosos à tarde.

Para animá-los e convidá-los deixo o cronograma dos espetáculos e oficinas, quem se interessar deve correr para fazer as incrições, pois elas sempre acabam rapidinho!

FESTIVAL DE INVERNO UFPR

fonte: http://www.proec.ufpr.br/festival2011/index.htm

Sair do espaço acadêmico formal e aprender, trocar experiências, respirar cultura em uma cidade histórica. Assim é o Festival de Inverno da Universidade Federal do Paraná que, todos os anos no mês de julho, transforma a pequena cidade de Antonina, no litoral do estado, em um caldeirão de artes.


Oficinas de artes visuais, música, dança, artes cênicas, artesanato e comunicação para crianças, jovens e adultos inundam salas de aula e levam para as ruas resultados de muita criação. Palcos nos mais diversos espaços da cidade se abrem para, sem distinção, apresentar ao público o que a cultura brasileira tem de melhor.

Relação dos espetáculos aprovados pela Comissão para o 21º Festival de Inverno da UFPR em Antonina entre os dias 09/07/11 e 16/07/11:

“Ziriguidum” - Grupo Siricutico
“La chose Vivante ” – Companhia PalavrAção de Teatro da UFPR
“Trechos de Ópera” – Coro da UFPR
“Olhando-te” – Grupo Merengue
“Musicae Brasilis” – Grupo de MPB da UFPR
“A História do Violão Brasileiro” – Aluísio Coelho
“O Melhor da Soul Music” – Banda Big Wilson
“Na Fazenda das Meias”- Anima Teatro de Bonecos
“Só em Acapulco” – Téssera Companhia de Dança da UFPR
“Duo Felix Bravo” – João Felix e Bernardo Bravo
“Banda Primeira Impressão”
“Assim Será” – Cia Ti BiriBão de Teatro de Bonecos
“A Beira do” – Christiane Macedo
“Grupo de Choro do Laboratório de Etnomusicologia da UFPR
“Jacobloco”
“As Aventuras de Tito e seu Cãozinho” – Cia Artymus de Teatro de Bonecos
“Ensemble DeArtes da UFPR”
“Música Latino-Americanas para Quatro Violões” – Quarteto Zenamon
“Cidade Estrangeira” – Banda Liquespace
“Molungo”
“Compadre Rico e Compadre Pobre” – Companhia Karagozwk
“Memória dos Seres Inanimados” – Benedita Companhia de Teatro
“Recital Didático de Tabla Solo” – Rodrigo Fonseca
“Banda Punkake”
“A Vaca Lelé” – Companhia Cênica Trama das Artes
“Pessoalmente Fernando” – Rafael Camargo
“Recital Lester” – Lester Baldini
“Filarmônica Antoninense”
“Grupo de Seresta Canto do Mar”
“Fuá- Opereta” – Grupo Fuá
“Dr. Mouse: no mínimo, o MÁXIMO” – Grupo Anticorpus do HC/UFPR
“Recital Solo de Viola” – Victor Gulin

Relação de Oficinas Selecionadas


Oficinas Infantis
Jardim Criativo: Brincando e Colorindo Com a Natureza Anne Zugman
Rabiscar Não é à Toa, Desenhando Numa Boa Simone Ferreira
Gincana de Reciclagem Francine e Mariana
Repercussom Zaque de Freitas
Brincando Com Argila Deborah Barth
Brincadeira Dá Cena Luciane Figueiredo
Batucatu Pedro Solak
Oficinas acima de 15 Anos
Oficina de Produção de Crônicas - Quando a Arte Encanta o Jornalismo Luiz Andrioli
Viva Melhor Francine e Mariana
Tambor de Casa – Ritmos Brasileiros Ricardo Janotto
Stop Motion – Animação Fotográfica André Barroso da Veiga
Conceitos Básicos de Produção de Curta-Metragem em Vídeo Carlos Rocha e Luís Santos
Um Novo Olhar Para a Cidade Através da Interferência Urbana Olho Wodzynski
Modelagem da Figura Humana: Cabeças Ana Godoy
Presença de Palco: Música – Cena - Expressão Alexandrino DuCarmo
Teatro Musical Anderson Antoniacomi
Móveis em Bambu Onofre da Silva
Sentimentos Expressos em Mandalas Letícia Brasileiro
Entalhe na Madeira Francisco Agner
Música Latinoamericana Edwin Pitre

Oficina de Aprimoramento
Produção de Curta em Vídeo Carlos Rocha e Luís Santos





CONCURSO LITERÁRIO

||
ATENÇÃO POETAS! ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O IV PRÊMIO LITERÁRIO CANON DE POESIA 2011


O concurso cultural denominado IV Prêmio Literário Canon de Poesia 2011 é promovido pela Canon do Brasil Ind. e Com. Ltda, pessoa jurídica estabelecida na Cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ sob o nº 046.266.771/0001-26, pela Fábrica de Livros, selo editorial do Grupo Editorial Scortecci, para autores brasileiros, maiores de 16 anos, residentes no Brasil.

Tem por objetivo descobrir novos talentos, promover a literatura e difundir a impressão digital de livros no Brasil. Este concurso é exclusivamente de cunho cultural, sem qualquer modalidade de sorte ou pagamento pelos concorrentes, estando aberto à participação de todos que assim o desejarem, sendo promovido pela empresa de acordo com a Lei n. 5768/71 e Decreto 70.951/72.

REGULAMENTO

Inscrições: até 15 de junho de 2011.

Ao fazer a inscrição, o Autor estará concordando com as regras do concurso, inclusive autorizando a publicação da obra em antologia e responderá por plágio, cópia indevida e demais crimes previstos na Lei do Direito Autoral.

O Autor poderá participar com 1 (uma) POESIA, de no máximo 5 (cinco) mil caracteres. Os trabalhos deverão estar em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto.

O tema é livre e a inscrição grátis. A POESIA deverá ter obrigatoriamente um título. Não há necessidade de pseudônimo. Não há obrigatoriedade de ser inédita.

Inscrições somente pela Internet através do Portal Concursos e Prêmios Literários.

A Parceria Canon do Brasil e Grupo Editorial Scortecci escolherão uma Comissão Julgadora composta de três membros de renomado prestígio literário e uma Comissão Organizadora que resolverá os casos omissos deste regulamento, se houver.

PRÊMIO:

Publicação da obra em antologia do IV Prêmio Literário Canon de Poesia 2011, selo editorial Fábrica de Livros / Scortecci, reunindo por ordem alfabética, 50 (cinquenta) POESIAS e seus AUTORES (minibiografia), conforme seleção e escolha irrevogável da Comissão Julgadora.

Características da obra: 1500 (mil e quinhentos) exemplares, formato 14 x 20,7 cm, com aproximadamente 100 páginas, ISBN e Ficha Catalográfica.

A obra NÃO será comercializada e sua venda proibida.

Os 50 (cinquenta) participantes escolhidos com as melhores POESIAS receberão como prêmio e a título de Direito Autoral, 10 (dez) exemplares da obra, além da divulgação e promoção da poesia pela Canon do Brasil pelo período de um ano em ações de Marketing e Propaganda.

Os livros de direito dos Autores Vencedores serão entregues no dia do lançamento da Antologia, em data e local a ser definido, posteriormente, pela Canon do Brasil. Os Autores Vencedores que não puderem comparecer ao evento receberão seus livros pelo correio.

CRONOGRAMA:

- Inscrições: Até 15 de junho de 2011.
- Período de seleção: Julho e Agosto de 2011.
- Resultado: Setembro de 2011.
- Edição e Impressão da obra: Outubro de 2011.
- Lançamento da Antologia, em São Paulo, Capital: Dezembro de 2011.

INFORMAÇÕES:

premiocanon2011@concursosliterarios.com.br
Telefones: (11) 3032.1179 ou (11) 3032.6501

BOA SORTE AOS QUE VÃO TENTAR!



SCHOPENHAUER E O OFÍCIO DO ESCRITOR 2

||
Boa tarde pessoal! Como disse num post anterior, vou compartilhando aqui alguns trechos que julgo mais interessantes da obra de Schopenhauer entitulada: Sobre o Ofício do Escritor. Espero que seja útil para os colegas que seguem ou desejam seguir essa linda profissão.

"Só quem tira diretamente da própria cabeça a matéria do que escreve é digno de ser lido".

"A vida real de um pensamento dura apenas até ele chegar ao limite das palavras: nesse ponto, ele se lapidifica, morre, portanto, mas continua indestrutível (...) Pois, assim que nosso pensamento encontra palavras, ele já não é interno, nem está realmente no âmago da sua essência. Quando começa a existir para os outros, ele deixa de viver em nós, como o filho que se desliga da mãe ao iniciar a própria existência".

"Para ser imortal, uma obra precisa ter tantas qualidades que não seja fácil encontrar alguém que as apreenda e avalie todas; no entanto, é comum acontecer de tal qualidade ser reconhecida e venerada por um indivíduo, outra por outro, de modo que o prestígio de uma obra se conserva ao longo dos séculos e na troca de interesses, enquanto ela é venerada ora neste sentido, ora naquele, sem nunca se esgotar.  Mas o autor de tal obra, isto é, aquele que visa a permanência e a uma vida ainda na posteridade, só pode ser um homem que não busca em vão, neste vasto mundo, seu igual entre seus contemporâneos, e que não apenas se destaca claramente em relação a todos os outros por uma diversidade muito notável, mas também que, mesmo se atravessasse, como judeu errante, varias gerações, ainda assim se encontraria na mesma situação; em suma, alguém a quem se aplique de fato o dito de Ariosto: "lo fece natura e o poi ruppe lo stampo"

(Schopenhauer)

SOBRE UMA DOAÇÃO DE LIVROS CONSCIENTE

||
Achei esse texto muito pertinente no http://www.blogdogaleno.com.br/texto_ler.php?id=9741&secao=13 e decidi compartilhar com vocês também. Boa leitura!

Doe livros como se fossem presentes


Luciano Antonio Alves - 07/04/2011
Quando o assunto é doação de livros, dentro de Unidades de Informação, muitos dos que lá atuam ficam temerosos. Esse parece ser mais um dos assuntos que tiram o sono de quem trabalha principalmente em Bibliotecas Públicas.
Nas situações em que a pessoa vai fazer a doação, já chega até o balcão da biblioteca com uma caixa cheia de livros e com o seguinte discurso: – Estou de mudança nesta semana, por isso fiz uma “limpa” nas estantes lá de casa e resolvi doar para a biblioteca. Vocês aceitam? E agora? Que dilema! Caso não haja critérios para o recebimento de doações espontâneas, vindas da comunidade, pode-se instalar aí um grande caos.

Vejamos: quando o sujeito chega dizendo que fez aquela famosa “limpa” nas estantes, é porque a coisa é mais feia do que parece. E ele não está brincando, não! Nesta ação ele limpou também muita poeira, fungos, insetos e muitos livros em desuso. É claro que a intenção, em geral, é das melhores, mas muitas vezes a pessoa nem se dá conta do que está fazendo. Afinal, ela quer melhorar as condições do acervo da biblioteca do seu município, ou quer apenas se desfazer de um entrave?
Seja qual for a intenção, o que precisa ficar claro é que o ato de doar deve ser um ato de desprendimento daquilo que se gosta. Ou seja, só vou doar aquilo que eu gostaria de receber como presente.

Com certeza ninguém iria doar uma roupa rasgada, um brinquedo quebrado ou comida estragada a alguém, ou iria? Nunca se sabe. O que precisa ficar claro é que com os livros deve ser a mesma coisa. Não se deve doar livros caindo aos pedaços, desatualizados ou infestados por cupins, brocas, traças e outras coisinhas mais. Tudo isso para lembrar que ao receber este tipo de doação, os funcionários de uma biblioteca utilizam uma boa parte do seu precioso tempo de trabalho para selecionar e descartar muitos materiais.

De uma maneira geral, o que sobra é um ou outro livro que se ajusta ao acervo da biblioteca. No entanto, nem tudo são lamentações, existem aquelas doações que dá gosto de se ver. O cidadão, preocupado com a qualidade do acervo da sua Biblioteca Pública, seleciona os livros que deseja doar e até mesmo liga antes para saber como proceder nestes casos. Os livros encontram-se em excelentes condições e o melhor, podem ser doados a outras intuições (bibliotecas comunitárias, por exemplo) caso não sejam pertinentes ao acervo da biblioteca. Então, lembre-se: ao decidir doar livros ou qualquer outro tipo de suporte (CD´s, DVD´s, dentre outros) a qualquer biblioteca que seja, doe aquilo que você gostaria de ganhar como presente de aniversário, combinado?

* Luciano Antonio Alves é bibliotecário na Biblioteca Pública Municipal Prefeito Rolf Colin – Joinville/SC.

Sesc abre espaço para leitores e novos escritores

||
ESSA DICA VAI ESPECIALMENTE PARA OS PAULISTANOS:


FONTE: PublishNews - 16/03/2011

O Sesc Pinheiros (Rua Paes Leme, 195. São Paulo/SP. Tel.: 11 3095-9400 11 3095-9400) está desenvolvendo o projeto Escritores de Quinta, um espaço voltado para a apresentação, crítica, debate e produção literária multimídia.

Realizado mensalmente, sempre em uma quinta-feira, tem curadoria dos escritores Bruno Cobbi, Edson Rossatto e Nelson de Oliveira.

O foco é a reflexão crítica sobre o trabalho de novos escritores e os modos e meios como a literatura é produzida na atualidade. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo telefone 11 3095-9492 11 3095-9492 (a partir do meio-dia).

A próxima edição do Escritores de Quinta acontece neste dia 17 de março, das 19h30 às 22h.





SCHOPENHAUER E O OFÍCIO DO ESCRITOR

||
Atualmente estou lendo um livro de Schopenhauer entitulado "O Ofício do Escritor". Neste livro encontram-se reunidos vários textos de Schopenhauer que tratam sobre: o estilo do escritor e o estilo; da leitura e dos livros; da língua e das palavras.

Já nas primeiras páginas percebemos o tom que ele dará ao livro todo:

"Antes de tudo, há dois tipos de escritor: os que escrevem por amor do assunto e os que escrevem por escrever. Aqueles tiveram idéias ou fizeram experiências que lhes parecem dignas de ser comunicadas; estes precisam de dinheiro, e por isso escrevem, por dinheiro. (...) Sendo assim, pode-se logo notar que escrevem para preencher o papel (...) Tão logo o percebemos, devemos nos desfazer do livro, pois o tempo é precioso. (...) Só quem é movido exclusivamente pela causa que lhe interessa escreve o que é digno de ser escrito. Que ganho inestimável haveria se em todas as áreas de uma literatura existissem apenas poucos, mas primorosos livros. Entretanto, nunca se chegará a esse ponto enquanto houver honorários a lucrar. (...) Portanto, confirma-se também aqui o provérbio espanhol: honra y provecho no caben en un saco (honra e dinheiro não cabem no mesmo saco). "
*O que caracteriza os grandes escritores (no gênero mais elevado), bem como os artistas,e, portanto, é um traço comum a todos eles, é o fato de levarem a sério o que fazem: todos os outros só se preocupam com as vantagens e o lucro.

Schopenhauer.

Ao longo da leitura, postarei novos trechos que julgar interessante. Comentem!

FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA

||
Esse post é para falar da Fundação Cultural de Curitiba.

Em comemoração aos 318 Anos da Cidade de Curitiba, a FCC organizou ontem 24/03/11 o lançamento da COLEÇÃO CIDADE DE CURITIBA, composta por quatro publicações:

- "Poemas de 3000 anos", poesia, de Emerson Pereti

- "No lado avesso moram as asas", romance, de Mayra Coelho

- "Tristescontos", contos, de Enéas Lour

- "Inventário e descobrimentos: os tecidos do corpo", contos, de Renato José Bittencourt Gomes

As quatro obras da coleção foram viabilizadas com recursos do Fundo Municipal da Cultura e contemplam os gêneros poesia, romance e contos.

Todo o programa Curitiba lê está de parabéns com suas Casas de Leitura, Estações da Leitura, Biblioparques, Bondinho da Leitura, etc.

Só uma coisa deixou a desejar esse ano: as Oficinas de Criação Literária!

No ano passado tivemos várias opções de oficinas com os mais variados temas e contemplando diversos gêneros, esse ano foram pouquíssimas opções. Fiquei triste, pois esperava não só que mantivessem o mesmo nível do ano passado mas que ampliassem as oficinas. Conversei com muitos colegas e todos relataram a mesma decepção.

Vamos rever isso ai FCC??? Curitiba lê mas também precisa de formação para novos escritores!




Colegas da Oficina de Mito e Literatura

Colegas das Oficinas de Narrativas Longas e Mito e Literatura
  


Minha colega de turma de Narrativas Longas Mayra Coelho autografando seu romance.


CARTA DE RECUSA DE UM EDITOR PARA GERTRUDE STEIN

||
Se você é como eu: um escritor em busca de um lugar ao sol e, mesmo tendo certeza que seu livro é bom, já recebeu várias cartas de recusa de editoras, eis aqui um consolo - a carta de recusa de um editor para nada mais nada menos do que a grande escritora Gertrude Stein. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Gertrude_Stein)

Original em inglês, abaixo a tradução.

FONTE:http://www.lettersofnote.com/


Hardly one copy would sell here. Hardly one. Hardly one.

For those unfamiliar with the late-Gertrude Stein's notoriously difficult writing, a quick glance at one of her most famous pieces, Sacred Emily, should provide enough background with which to appreciate the following rejection letter; sent to Stein by her despairing editor in 1912 after receiving one of her rambling manuscripts.

Transcript

FROM ARTHUR C. FIFIELD, PUBLISHER,
13, CLIFFORD'S INN, LONDON, E.C.
TELEPHONE 14430 CENTRAL.

April 19, 1912.

Dear Madam,

I am only one, only one, only one. Only one being, one at the same time. Not two, not three, only one. Only one life to live, only sixty minutes in one hour. Only one pair of eyes. Only one brain. Only one being. Being only one, having only one pair of eyes, having only one time, having only one life, I cannot read your M.S. three or four times. Not even one time. Only one look, only one look is enough. Hardly one copy would sell here. Hardly one. Hardly one.
Many thanks. I am returning the M.S. by registered post. Only one M.S. by one post.

Sincerely yours,
(Signed 'A. C. Fifield')

Miss Gertrude Stein,
27 Rue de Fleurus,
Paris, France.

TRADUÇÃO

Dificilmente uma cópia iria vender aqui. Dificilmente uma. Dificilmente uma.

Para aqueles não familiarizados com a escrita notoriamente difícil de Gertrudes Stein, uma rápida olhada em uma das suas peças mais famosas, Sacred Emily, deverá prestar bastante pano de fundo com o qual apreciar a carta de rejeição a seguir, enviado para Stein por seu editor desesperado em 1912, após receber um de seus manuscritos encaminhados.

Transcrição:

DE ARTHUR C. Fifield, editor,
13, Clifford Inn London, E.C.
CENTRAL TELEFÔNICA 14430.

19 de abril de 1912.

Prezado Senhora,

Sou apenas um, apenas um, apenas um. Apenas um ser, um, ao mesmo tempo. Não dois, não três, apenas um. Apenas uma vida para viver, apenas sessenta minutos em uma hora. Apenas um par de olhos. Só um cérebro. Apenas um ser. Ser apenas um, tendo apenas um par de olhos, tendo apenas uma vez, ter apenas uma vida, não posso ler o seu manuscrito três ou quatro vezes. Nem sequer uma vez. Apenas um olhar, apenas um olhar é suficiente. Dificilmente uma cópia iria vender aqui. Dificilmente uma. Dificilmente uma.
Muito obrigado. Estou retornando o manuscrito por correio registado. Apenas um manuscrito por um post.

Atenciosamente,
(Assinado 'Fifield A. C.)

Miss Gertrude Stein,
27 Rue de Fleurus,
Paris, França.


E aí, mais conformados? Pelo menos esse editor foi criativo na recusa né? rsrsrsrs

Inscrições para as Oficinas de Análise e Criação Literária da Fundação Cultural de Curitiba

||
De 10 de fevereiro a 10 de março, a Fundação Cultural de Curitiba recebe inscrições para as Oficinas de Análise e Criação Literária, que acontecem entre os meses de fevereiro e novembro. As inscrições podem ser efetivadas das 9h às 12h e das 13h30 às 18h, na Coordenação de Literatura, instalada no Palacete Wolf (Praça Garibaldi), mediante a doação de um livro de literatura infanto-juvenil novo. Os títulos devem ser escolhidos entre uma lista proposta pela Fundação Cultural. Informações pelo telefone (41) 3321-3317 (41) 3321-3317.
As oficinas são gratuitas e permitem que os participantes entrem em contato com a produção de vários escritores e teóricos, levando à reflexão sobre processos criativos, tanto por meio de leituras como pela produção de textos literários. As oficinas destinadas ao público adulto – duas que trabalham com todos os gêneros literários, mais duas que atendem a gêneros específicos – acontecem no Palacete Wolf. A oficina infanto-juvenil será desenvolvida na Escola Estadual Padre João Wislinski, no Bairro Santa Cândida.

As aulas, ministradas quinzenalmente por especialistas na área, acontecem em dias e horários variados. Cada oficina terá um total de 20 encontros, que se estenderão até o mês de novembro. Ao término do processo, os textos produzidos pelos alunos e selecionados por uma comissão de profissionais da literatura integrarão uma publicação específica, em forma de jornal, com o objetivo de divulgar o resultado dos trabalhos.

Confira a relação de oficinas e seus respectivos endereços:

OFICINAS PARA O PÚBLICO ADULTO – Todos os gêneros literários

1 – Oficina Ler e Criar
Ministrante: Amarildo Anzolin
Local: Palacete Wolf (Praça Garibaldi, 7 – Centro)
Dia e horário: aos sábados, quinzenalmente, das 14h às 18h

2 – Oficina do Escritor Narrativa – Leitura, Produção, Vivência
Ministrante: Otto Leopoldo Wink
Local: Palacete Wolf (Praça Garibaldi, 7 – Centro)
Dia e horário: aos sábados, quinzenalmente, das 14h às 18h

OFICINAS PARA O PÚBLICO ADULTO – gêneros literários específicos

1 – Jornalismo Cultural e Crítica Literária – Exercícios
Ministrante: Otto Leopoldo Wink
Local: Palacete Wolf (Praça Garibaldi, 7 – Centro)
Dia e horário: às quartas-feiras, quinzenalmente, das 19h às 23h

2 – Dramaturgia: O Épico e o Satírico, a Crueldade e o Absurdo
Ministrante: Paulo Afonso Castro
Local: Palacete Wolf (Praça Garibaldi, 7 – Centro)
Dia e horário: às terças-feiras, quinzenalmente, das 19h às 23h

OFICINA PARA O PÚBLICO INFANTO-JUVENIL

Oficina Entrelinhas
Ministrante: Jane Sprenger Bodnar
Local: Escola Estadual Padre João Wislinski (Rua Francis Bacon, 7 – Santa Cândida)
Dia e horário – às quartas-feiras, quinzenalmente, das 14h às 18h

Serviço:

Oficinas de Análise e Criação Literária da Fundação Cultural de Curitiba
Informações e inscrições: Coordenação de Literatura - Secretaria de Cursos
Palacete Wolf – Praça Garibaldi, 7 – Fone: (41) 3321-3317 (41) 3321-3317
Período de inscrições: 10 de fevereiro a 10 de março de 2011
Requisitos para inscrição:
Para o público infanto-juvenil: faixa etária de 10 anos a 17 anos
Para o público adulto: a partir de 18 anos, com 2º grau completo
Comprovação de alguma atividade na área da criação literária (ex: texto de sua própria autoria, participação em cursos/oficinas como aluno ou ministrante)
No ato da inscrição entregar: ficha de inscrição devidamente preenchida e doação de 1 (um) livro de literatura infanto-juvenil novo, escolhido de uma lista sugerida pela Fundação Cultural.



Revista Macondo está recebendo material de leitores

||
Luiz Fernando Cardoso – 04/02/2011
Com a primeira edição programada para 22 de abril, a revista literária Macondo está recebendo material de leitores e colaboradores (artigos, resenhas, contos, poemas, fotografias e charges). O prazo para envio se encerra em 20 de março.

Com periodicidade trimestral e disponibilizada gratuitamente, a revista Macondo é mais uma opção para os amantes da boa literatura. Maiores detalhes sobre o envio de material e sobre a publicação podem ser vistos no site da revista.

Fonte: http://www.literatsi.com/noticia/revista-macondo-esta-recebendo-material-de-leitores/


Novidade!

||
Oi meus queridos!

Estou aqui hoje para contar uma novidade. Como todos sabem, sou formada em Educação Física e amo trabalhar na minha área, especialmente com os idosos. Mas, eu também tenho outra paixão que vocês conhecem bem, que é a literatura e resolvi fazer outra faculdade.

Hoje saiu o resultado e meu nome estava lá, entre os Calouros de Letras Português/Inglês da UTFPR.

Legal né?

Fiquei super feliz e espero ter muito mais coisas para compartilhar com vocês de agora em diante.

Abraços!!!!!!!! 

AMOR, MAYBE NO TWITTER

||
Bom dia povo!

Se vocês estão aqui é porque gostam de literatura e, se gostam de ler, eu tenho uma super dica:
Meu livro Amor, Maybe!

Ele ainda é inédito, mas você já pode descobrir tudo sobre esse emocionante romance no twitter: @AmorMaybe. Corre seguir!

Beijosss

DICA DE CANAL DE ENTREVISTAS COM ESCRITORES

||
Oi gente!

Hoje estou aqui para compartilhar com vocês uma dica ótima que vi no twitter do Clube de Autores (@ClubedeAutores).

É sobre um canal no You Tube que conta com mais de 270 vídeos de entrevistas com escritores dos mais diversos gêneros. Já assisti alguns e indico muito!

Aí vai o link pra quem quiser conferir:

http://www.youtube.com/info8888?user=info8888&hl=pt#g/u

Beijosss e quem quiser, pode me seguir no twitter também: @FrancineCruz    :P

ATENÇÃO CARIOCAS!

||
A SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ESTÁ SELECIONANDO PROJETOS LITERÁRIOS DE NOVOS AUTORES FLUMINENSES.

Até o dia 14/01/11 estarão abertas as inscrições para o edital Novos Autores Fluminenses.

Trata-se da primeira edição do programa que tem o objetivo de estimular a produção intelectual fluminense, através da Literatura, e o surgimento de novos autores do Estado do Rio de Janeiro ainda não inseridos no mercado editorial.

O edital está dividido entre as categorias: Poesia, Ficção (romance e conto) e Literatura Infanto-juvenil. Os projetos deverão ser apresentados por pessoas físicas ou jurídicas, residentes ou sediadas no Estado do Rio de Janeiro.

Somente serão aceitos projetos inéditos, que não tenham sido publicados, mesmo parcialmente, de forma impressa ou virtual e/ou aprovados por outras instituições de fomento. Os proponentes também precisam estar em dia com as suas obrigações fiscais.

Será disponibilizado para esta edição do programa até R$ 360 mil, oriundo do orçamento da Secretaria de Estado de Cultura. Cada projeto será contemplado com R$ 30 mil. Os recursos para 12 projetos selecionados serão liberados em apenas uma parcela. Cada candidato, maior de 18 anos, pode apresentar somente um projeto por categoria.

Para qualquer esclarecimento sobre a Chamada Pública nº 029 - Novos Autores Fluminense – Edição 2010, escreva para editaisleitura@cultura.rj.gov.br ou telefone para (21) 2333–1346 (21) 2333–1346 ou 2333-1412.


Aproveitem!!!

© Francine Cruz - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo