Lançamento: Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco (Manoel Carlos Karam)

||


     
     Aconteceu na noite de ontem (11/12/2013), no Teatro da Caixa, em Curitiba-PR, o lançamento do livro "Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco" de Manoel Carlos Karam.

    O evento contou com a participação de Luiz Felipe Leprevost, Michelle Pucci, Diego Fortes e Nadja Naira, que fizeram leituras dramáticas de trechos de obras do autor. Após as leituras, Bruno Karam, filho do autor, apresentou trechos do espetáculo musical "Ócios do Ofício", inspirado na obra do pai. 








     Publicado pela Kafka Edições"Meia Dúzia de Criaturas Gritando no Palco" é um resgate da obra do autor, morto em 2007, e possui três textos inéditos para o teatro, além de duas obras encenadas por seu grupo (Margem) e duas adaptações recentes feitas por Luiz Felipe Leprevost, Michelle Pucci, Diego Fortes e Nadja Naira, Alexandre Nero, Bruno Karam e Beto Bruel. 
     Dono de um estilo próprio, que pôde ser confirmado pelos presentes através da vocalização de colagens de textos, Karam é um autor inteligente e bem humorado que merece ter sua obra cada vez mais difundida e admirada. Parabéns à Kafka Edições e seu editor Paulo Sandrini pela iniciativa. 



Presentes de Natal

||
Neste Natal, presenteie com Amor e Saúde. À venda nas melhores livrarias.
Comprando pelo PagSeguro você tem toda segurança de uma compra on-line, descontos exclusivos e ainda leva os livros autografados e com brindes especiais.

Compre já o seu e presenteie quem você ama!

https://pagseguro.uol.com.br/checkout/nc/cart.jhtml?s=d019bedc1e3bda0c615d6a63e969696e7f832174827f70e8682deb2525f1dc28#rmcl


Novo Romance Surgindo

||
Já faz algum tempo que tive um sonho que me deixou encucada. Pra variar, anotei tudo pra quem sabe um dia escrever algo sobre ele. Hoje senti uma vontade imensa de voltar a esse projeto e agora divulgo em primeira mão o que (a princípio) imaginei como o início da história que tem o título provisório de "O Leão e a Borboleta".

1. A vida é engraçada.
Achamos que temos o controle sobre a nossa, mas basta acordar um dia e se dar conta que doze anos se passaram para percebermos que não é bem assim. Você está realmente onde achou que estaria? Ao lado das mesmas pessoas que jurou ficar para sempre junto? Ainda gosta das mesmas músicas e de se vestir do mesmo jeito?
Um jovem de dezessete anos não pode acreditar na traição do melhor amigo. Um de vinte e nove já passou por isso. Um jovem de dezessete anos projeta seu futuro num mundo de maravilhas. Um de vinte e nove já provou o gosto da vida real.
As frustrações aparecem e com elas o medo. Esse medo terrível que nos paralisa e nos faz duvidar de nós mesmos.
            Foi assim que começamos a fazer tudo errado.
Nos perdemos no caminho e andamos sem saber para onde iríamos. Continuamos a caminhar porque nos ensinaram que não se pode parar. Afastamo-nos de quem amávamos, esquecemo-nos que os amávamos. Perdemos a inocência que nos fazia acreditar num mundo melhor. Nossa ousadia ficou apenas nas lembranças de nossas glórias passadas.
Os dias são cruéis e vão passando lentamente, um a um, pra você não se dar conta de que já se passaram muitos anos e tudo mudou.
            Mudamos todos, e nessa mudança deixamos tantas coisas para trás! Onde está a melhor amiga, confidente dos tempos colegiais, portadora única de nossos segredos mais profundos? Pra onde foi o primeiro namorado, por quem nosso coração batia mais forte e sem o qual pararíamos de respirar? Em que lugar do passado ficaram os avós, os bichinhos de estimação, a bicicleta cor de rosa?
            Andamos por caminhos tortuosos procurando ser felizes. Sempre procuramos ser felizes.

            Como eu pude me perder de você?

World RPG Fest Curitiba-PR

||
No dia 28/07/2013 estive, juntamente com as autoras Cacá Adriane e Mônica e Monique Sperandio e as blogueiras Anna Schermak e Gabi Wegner, na World RPG Fest de Curitiba num divertido bate papo sobre a "Profissão Escritor". O público marcou presença e pode tirar muitas dúvidas sobre como torna-se um escritor profissional.

Confiram alguma fotos do evento:

 










Brincando de Faz de Conta

||
Na semana passada estive, juntamente com meu marido Everton Marcos Grison, ministrando uma oficina infantil no 23º Festival de Inverno da UFPR em Antonina-PR. Nossa proposta intitulada "Vem Brincar de Faz de Conta" tinha como objetivo aproximar as crianças da leitura através de atividades lúdicas e artísticas. Utilizando como eixo norteador os contos infantis tradicionais, as crianças puderam não só ler os textos, mas também cantar, dançar, teatralizar, desenhar, brincar e criar suas próprias histórias.
Foi um evento marcante para nós, enquanto professores e mediadores de leitura e também para mim, enquanto escritora poder mostrar para essas crianças que ler e inventar histórias é muito divertido.
Confiram algumas fotos de como foi o evento, que culminou com uma apresentação da música "Linda Rosa Juvenil" realizada pelos alunos no Teatro Municipal da cidade.







 


































 



















© Francine Cruz - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo